Métodos de Ensino e Avaliação

Condições de Frequência e Avaliação 2021-2022
A avaliação de conhecimentos é obtida pela realização de 3 testes práticos e um teste teórico:
TP1 – variáveis da árvore
TP2 – variáveis do povoamento
TP3 – processamento de dados de inventário florestal e amostragem
TT – teste teórico (Exame)
E – estágio prático (3 dias mais 2 meios dias)

É condição necessária para ir ao TT (Exame) ter frequência na disciplina. A frequência na disciplina é obtida por:
i) frequência a pelo menos 75% das aulas
Um aluno que falte a 20 aulas fica automaticamente impedido de: frequentar o estágio (E) e realizar os testes práticos TP2 e TP3.
Alunos com limitações para frequentar as aulas no horário estipulado deverão contactar o responsável da UC para discutir a questão e se encontrar uma alternativa.
ii) média de 10 nos testes práticos TP1, TP2 e TP3
Nota mínima de cada Teste Prático ≥ 7.5 valores;
Os testes são feitos com consulta de material de apoio (mas não dos colegas);
Existe a possibilidade de repetir um dos testes práticos, sendo nesse caso a cotação final máxima reduzida para 18 valores (data da repetição a agendar com o docente responsável pela matéria).
iii) frequência do estágio de inventário florestal (E) com aproveitamento
Só poderá frequentar o estágio quem obedeça às condições i. e ii (basta nos TP1 e TP2).
Trabalhadores estudantes com estatuto reconhecido pelo ISA não são obrigados a frequentar o estágio (mas aconselhados, ainda que não consigam estar presentes todos os dias). Caso não tenham estatuto de trabalhador estudante reconhecido pelo ISA, os alunos devem contactar o responsável da UC para discutir a questão e se encontrar uma alternativa.

Classificação Final=0.5 ((TP1 + TP2 + TP3))/3+0.5 TT
Nota mínima do teste teórico é 8 valores sendo este realizado nas datas de exame.