Disciplina Curricular

Genética Quantitativa e Melhoramento de Plantas GQMP

Mestrado Bolonha em Biologia dos Recursos Vegetais - MBRV 2017-2018

Contextos

Grupo: MBRV 2017-2018 > 2º Ciclo > Parte Escolar > Optativas > 1º Ano / 2º Semestre > Grupo Opcional I > Grupo Opcional II

Período:

Peso

6.0 (para cálculo da média)

Objectivos

- Estudo dos princípios de genética quantitativa - Reconhecer a natureza do MP e da actividade do melhorador de plantas - Entender as vantagens (e algumas contrariedades) do MP para a agricultura, para as pessoas e para a sociedade. - Reconhecer os principais tipos de variedades melhoradas e os métodos para a respectiva obtenção.

Programa

Introdução: conceitos básicos, história e principais realizações do MP. Objectivos actuais. Genética de populações: equilíbrio de Hardy-Weinberg. Factores de evolução: mutação, selecção e deriva genética. Genética quantitativa: natureza das características quantitativas. Desvio ambiental e o seu controlo. Efeito médio e valor reprodutivo. Estimativa do ganho genético. Heritabilidade e resposta à selecção. Variabilidade devida à dominância: depressão endogâmica e heterosis. Aptidão combinatória, geral e específica. Material vegetal e conservação e valorização dos recursos genéticos. Principais estratégias de conservação genética. Descritores e colheita de dados. Biologia floral e controlo genético do sistema reprodutivo. Autofecundação, fecundação cruzada e apomixia. Estrutura genética das populações como determinante dos métodos de melhoramento. Linhas puras (caso tipo, trigo). Teoria das linhas puras. Selecção de plantas individuais com teste de descendência. Selecção genealógica: “pedigree”, “bulk” e “single seel descent”. Multilinhas. Variedades de polinização livre (caso tipo: milho e pinheiro bravo). Selecção recorrente “ear-to-row”. Selecção massal com testes de descendência e estimativa de parâmetros genéticos e do ganho. Híbridos (caso tipo milho). Linhas autofecundadas. Avaliação da aptidão combinatória. Produção dos híbridos. Variedades sintéticas. Clones (caso tipo, videira). Origem da variabilidade genética dentro das variedades antigas. Selecção sanitária versus selecção genética baseada nos princípios da genética quantitativa. Resultados da selecção em Portugal: altos ganhos genéticos, quantificação da variabilidade genética intravarietal, efeitos biológicos dos vírus. Problemas resultantes da selecção clonal: erosão genética e interacção genótipo x ambiente. Poliploidia: haploides, aneuploides e poliploides. Autopoliploides e aulopoliploides e sua importância no melhoramento de plantas. O caso tipo do triticale e raphanus/brassica. Plantas trangénicas: situação actual e perspectivas das culturas transgénicas no mundo. Certificação varietal: degeneração das sementes e a necessidade da certificação. Homologação oficial e controlo da multiplicação. Testes VAU e DHE, patamares da multiplicação e classes de materiais. Catálogo nacional e lista de variedades.

Métodos de ensino e avaliação

A avaliação de conhecimentos faz-se (i) por testes, ou (ii) por exame final. O aproveitamento por testes obtém-se com uma classificação média (ponderada) igual ou superior a 9,5 valores no conjunto de 4 testes a realizar, desde que em nenhum dos testes a classificação seja inferior a 8,0 valores. Esta componente representa 70% da nota final.
Realização de um trabalho escrito individual (12000 caracteres sem espaços) sobre o melhoramento de uma cultura (à escolha do aluno de entre a lista de culturas facultada*), com respectiva apresentação oral. Esta componente representa 30% da nota final. O trabalho deve ser entregue até 31 de maio de 2022.
Os alunos que optarem por não fazer o trabalho escrito individual, terão 0 valores nesta componente da nota final (30%).

*Lista de culturas para a realização do trabalho: Milho, Arroz, Trigo, Videira, Macieira, Pereira, Brassicas, Tomate, Cenoura, Feijões, Batata, Grão de Bico, Azevém, Trevos, Oliveira, Castanheiro, Batata Doce, Citrinos, Melão, Morangueiro, Amendoeira, Nogueira, Pinheiro Manso, Petúnia, Roseira.

Disciplinas Execução

2022/2023 - 2º semestre

2021/2022 - 2º semestre

2020/2021 - 2º semestre

2019/2020 - 2 semestre

2018/2019 - 2 Semestre

2018/2019 - 1 Semestre

2017/2018 - 1 Semestre