Breve Introdução

Sabe explicar de uma forma simples o que é uma molécula? Ou uma gimnospérmica? Ou um macroinvertebrado?



Comunicar ciência para fora do meio científico não é uma tarefa fácil: a linguagem usada “entre pares” é difícil de perceber e a falta de um fio narrativo pode tornar os temas pouco interessantes e demasiado complicados. E facilmente se perde a oportunidade de passar uma mensagem que é importante para todos nós. Comunicar ciência de forma clara e acessível pode ser o caminho que nos leva a uma ciência para todos.

Condições de Acesso: 


Através do portal Fénix, em:

https://fenix-edu.isa.ulisboa.pt/accountCreation

O período de candidaturas foi prolongado até ao dia 27 de fevereiro de 2020.



Critérios de Seleção: 

Caso haja mais do que 20 candidatos, serão admitidos no curso os primeiros 20 candidatos selecionados que confirmarem a sua participação fazendo o pagamento do custo de inscrição.



Mais informações

Divisão Académica
E-mail: dacademica@isa.ulisboa.pt
Tel: +351 21 365 31 16
Fax: +351 21 365 31 95

Historial

Responsável: Cristina Nobre Soares

Biografia

Cristina Nobre Soares é consultora em voz da marca e storytelling para empresas.

Com formação de base em Engenharia Florestal (pelo ISA), deu aulas no Instituto Politécnico de Tomar, mas acabou por se dedicar à área da comunicação e à linguagem.

Trabalhou na empresa Português Claro e entre as várias empresas com que colaborou, até ao momento, salientam-se a CONSULAI, Ascenza, Leroy Merlin e Viarco. Desde 2016 que mantém colaborações pontuais com a Escola Superior de Arte e Design em Caldas da Rainha, com o jornal Público (suplemento P3) e em 2018 foi membro do júri para o prémio Acesso Cultura - Linguagem Simples.

Escreve no blogue de comunicação clara de ciência: “Estrada para Damasco”.

Objetivos

Este curso tem como objectivo fornecer técnicas para simplificar a linguagem escrita e a terminologia técnica, sem nunca perder o rigor, tornando o texto científico mais acessível a todos.  Ensina também como construir uma história a partir de um tema científico e como utilizar gráficos como ferramenta narrativa.

Programa:

1.      Principais dificuldades na comunicação de ciência para o público em geral

2.      Para quem é que comunico?

o   Identificar o meu público-alvo.

o   Como direcionar a linguagem e a estrutura da escrita para o nosso público-alvo.

3.      Técnicas de linguagem clara em comunicação de ciência

o   Técnicas de linguagem clara para ciência.

4.      “A maldição do conhecimento” – Vocabulário

o   Erros comuns.

o   Como comunicar termos e jargão técnico para fora da comunidade científica.

5.      Como estruturar um artigo de divulgação científica de forma clara e objectiva

o   A ideia-chave.

o   O fio narrativo.

6.      Contar uma história “científica”

o   Trazer o leitor para dentro do texto.

o   Técnicas narrativas.

7.      Data Storytelling – Números e histórias

o   Representar gráficos com clareza.

o   Que história conta o meu gráfico?- Os gráficos como ferramenta narrativa-

     8.      Apresentação do trabalho final

Destinatários

É dirigido a todos os professores, investigadores e técnicos que tenham necessidade de comunicar para o público em geral.

Regime de Funcionamento

Regime: Pós-laboral

Calendarização: 3, 5, 10, 12, 17 e 19 de março de 2020, das 18h00-20h30

Horas: 15h

Local: Sala 39, Edifício Principal

Ver localização da Tapada da Ajuda, aqui

Ver mapa do campus, aqui

Propinas

Propina: 170 Euros